quarta-feira, 14 de julho de 2010



Ao finalizar o dia de ontem, eu pude constatar que tudo, absolutamente tudo, tem um limite. Por diversas vezes, eu optei por adiar uma situação- embora tivesse a certeza que mais lá na frente: eu deveria solucionar- Até por não dispor de mais tempo, nem tampouco recursos para continuar adiando esta decisão.
Chegou o dia em que o meu corpo não aguentou mai e pediu socorro, literalmente. Um cansaço que me dominou e que me fez reagir da pior maneira: Com muitas dores e total indisposição. Talvez seja a hora de me desfazer da imagem de " fortaleza" e deixar que me vejam como um ser humano normal, que sente dor e possui suas limitações.
Peço permissão para tal, ok?

Nenhum comentário:

Postar um comentário